Pokémon GO é do Diabo?


Pokémon GO é o jogo de realidade virtual focado em smartphones que se tornou a febre do momento. É um fenômeno global com 500 milhões de downloads ao redor do mundo inteiro.

São muitos os jogadores e naturalmente os jovens cristãos envolvidos pela curiosidade e frenesi também estão jogando.

Não demorou muito para que alguns dissessem que Pokemón GO é do diabo, devido às criaturas presentes no jogo. Houve quem disse que este nada mais era que uma ferramenta do Estado Islâmico para encontrar cristãos e atacá-los, devido ao fato de que algumas igrejas sejam Pokéstops (pontos onde o jogador pode conseguir itens como pokebolas, incensos, doces, etc. ou até mesmo Pokémon). Pode parecer um absurdo essa afirmação, mas há quem acredite.

Fato é que ao longo da história cristã, muitas coisas já foram consideradas armadilhas do adversário, o que até levou praticantes dessas “obras malignas” a serem excluídos da comunhão com a igreja.

Não muito tempo atrás, a televisão ou “caixa do diabo” era acusada como uma ferramenta do inimigo. Termos uma em casa era abrir a janela para o operar do adversário das nossas almas. Não muito depois, veio a Internet (o www era a nova marca da besta), o que denota que grande parte dos avanços tecnológicos recebem a acusação de algo oculto e de más intenções nele.

Sem dúvidas que o diabo usa de diversas ferramentas e astúcias com o objetivo de atingir e cegar o entendimento dos homens e fazer oposição à Igreja de Cristo. Não duvidamos que ele use da TV, da Internet, dos meios de comunicação e até jogos eletrônicos (incluindo Pokémon GO) como ferramentas.

Contudo, não devemos esquecer que a arma mais perigosa que o diabo possui não são os itens citados acima, mas a própria Bíblia. Os Apóstolos enfatizaram que a ameaça a ser combatida não era algum tipo de jogo, mas o falso evangelho anunciado por falsos profetas com o objetivo de proclamar doutrinas de demônios.

Até este momento, pareço defender o jogo, eu sei. Na minha roda de amigos há opiniões diversas a respeito de jogar ou não jogar, então eu convido vocês agora para uma reflexão e de acordo com suas respostas, você saberá identificar se Pokémon GO está influenciando negativamente na sua vida. Vamos lá:

>  Por que eu quero instalar o jogo?
Essa é fácil, todos estão jogando, é um fenômeno, seus amigos na faculdade jogam, o pessoal do trabalho também. Há a curiosidade em jogar.
Até aqui ok. Vamos para próxima pergunta.

> Há algum problema em eu instalar o jogo?
Não! Manda ver. Porém a partir de agora lembre da citação:
“(...) julgai todas as coisas, retende o que é bom” (1 Tessalonicenses 5:21)
Ou seja, o jogo passará por uma avaliação racional da sua parte. Não deixe se levar por emoções ou influências, mas use o cérebro que Deus te deu. Próóóximaaa...

> O que avaliar no “bendito” Pokémon GO?
Chegamos ao x da questão. Alguns instalam e ficam procurando mensagens subliminares no jogo. O nome do monstrinho que significa “isso”, o pokémon que tem chifrinhos, o logotipo do jogo que se virar ao contrário... enfim, inúmeras coisas. Não é isso que você deve avaliar. O diabo é muito mais astuto que isso e tentará impactar na sua vida negativamente de outras formas. Pergunte-se:

- Esse jogo está tomando meu tempo de servir a Deus? De ler a bíblia, tocar meu instrumento, fazer visita, orar, evangelizar e até congregar?
- Esse jogo me afastou do convívio com a minha família e familiares?
- Esse jogo me viciou a ponto de eu só pensar, falar dele e aguardar ansiosamente um tempo livre para jogá-lo?!
- Estou gastando um dinheiro que sequer tenho para avançar mais facilmente no jogo?
- Estou me colocando em riscos ao jogar Pokémon GO? (Foram vários os relatos de acidentes e até mortes de pessoas jogando o game).

Se você respondeu SIM a pelo menos uma dessas perguntas, será melhor considerar parar de jogar e desinstalar o jogo, porque ele está exercendo um poder negativo sobre você e é aí que o diabo trabalha, pois você está retendo as coisas ruins. Contudo, se você sabe equilibrar sua forma de jogar, tendo-a apenas como um entretenimento e diversão ocasional, não te afetando negativamente, você não servirá ao maligno.

E deixo aqui também uma proposta para vocês. Esse questionário pode ser aplicado a outras coisas presentes na nossa vida que também podem influenciar negativamente: a TV, a Internet, redes sociais, Netflix, livros que não a Bíblia e outras práticas.

Questione as coisas que você faz no seu dia, descubra o que está tirando seu prazer, sua vontade de servir a Deus e que você sequer percebe. E “desinstale” essas coisas da sua vida.

A tecnologia veio para facilitar a nossa vida, há muita coisa boa na TV, na Internet, em livros, porém tudo depende de você, da forma e intuito que você fará uso. Então utilize para o bem e não deixe que tais coisas tomem o seu tempo SAGRADO que é para servir a Deus.

Se você tem uma opinião diferente, algo a acrescentar, a discutir, por favor, comente e compartilhe. Juntos nós somos capazes de aprender mais e desenvolver nosso entendimento.


Fiquem com Deus.


Por: Franklin Gomes

Lembra-te

2 comentários:

  1. É como uma faca: você pode usar para repartir o pão com o seu irmão, ou para repartir o seu irmão e roubar-lhe o pão.

    Tudo pode ser usado para o bem e para o mal. O que nós precisamos é de sabedoria.

    ResponderExcluir
  2. Finalmente algum post racional !!! As pessoas desatentas morrem

    ResponderExcluir