A tristeza na mocidade

A tristeza em certos momentos na vida do que crê existe tanto quanto sua própria fé em si.
No livro de João, aprendemos que até:


"Jesus chorou." 11:35,

embargado de compaixão para com a morte de Lázaro, irmão de Maria e Marta.

A vida do jovem cristão é repleta de dúvidas e angústias relacionadas ao trabalho, aos estudos, em constituir família etc. Como se não bastasse, ainda enfrentamos as aflições espirituais, lutando contra tudo que o mundo oferece. São convites para baladas, para o showzinho no bar próximo a faculdade, para uma gelada com os amigos, tudo aquilo que agrada a carne daqueles a nossa volta, mas sufoca nossa alma.


Ser jovem e servir a Deus, cumprir seus preceitos e sua doutrina nos dias atuais já pode ser considerado um trunfo. Se abster daquilo que podemos, mas não nos convém, dizer não ao pecado, é uma das maiores provas de amor para com Jesus Cristo, que morreu para que tivéssemos o direito de salvação.

Contudo, há os dias em que a angústia nos toma. Nosso cotidiano imerso nesse mundo que jaz no maligno desgasta nossa alma, tira nossa paz e alegria. As forças se esvaem aos poucos, como se fossem sugadas. Os joelhos se curvam mas a voz não sai, em pensamento clamamos a misericórdia, o amor e visitação de Deus.

E lá do Trono o Senhor tudo vê, sente-se movido de compaixão por nossa humilhação. Ouve a oração da madrugada e enxuga as nossas lágrimas.

Não estamos sozinhos, ainda que sintamos uma distância física dos que nos cercam. Nosso Senhor Jesus Cristo sempre será o fiel amigo e quando você pensar que não tem mais saída, o Pai vem com providência divina e prova para sua alma o quanto te ama.

Não desanimemos, assim como Jesus venceu também venceremos. Apegue-se ao que vem dos céus, busque de Deus primeiro o alimento da sua alma e a Salvação, que as demais coisas Ele te proverá. Seja justo na presença do Senhor e o Seu favor não lhe faltará.

Acima de tudo, coloque seu coração no Senhor e deixe que Ele trabalhe na sua vida e escreva histórias novas, pois ele sim, é um Grande Escritor.




Por: Franklin G.

Lembra-te

2 comentários:

  1. Está muito difícil seguir doutrina, em todos os sentidos.
    Nesse diapasão, hoje em dia tentar conhecer alguma moça é um fazimento na igreja ou reunião da mocidade..
    chamar para sair então...arrumam ocupação rapidinho... mas com as visitas e os de fora da igreja...
    algumas se soltam e até namoram! Depois se apresentam como santa, virgem, imaculada, casando com um bobo da igreja!
    Acho que o problema da CCB são as pessoas! Vejo cada coisa acontecer! Ainda estou firme, auxiliar, mas não sei até quando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz de Deus, irmão. Muito me comoveu seu comentário. De fato, não somos hipócritas em negar que há não apenas moças mas moços também nessas condições. Está na palavra que entre o trigo há o joio.
      Contudo, a Congregação Cristã no Brasil não se trata de "pessoas", irmão, mas sim da Graça deixada por Deus, através de Jesus Cristo, seu filho. Não olhe para o lado, pois defeitos todos temos, uns mais outros menos. E verdade é que coisas erradas acontecem e nos entristecem não só na nossa doutrina. Por isso que não devemos olhar a mocidade, a irmandade nem o ministério, mas sim para Jesus.
      Ele é o nosso Intercessor, nosso modelo a ser seguido. Não desanime, Deus te confiou uma responsabilidade para junto da mocidade porque te ama e vê em você, condições de ser um instrumento do Senhor para auxiliá-los.

      Caso queira conversar conosco ou com o autor do texto, procure nossa página no Facebook e nos mande uma mensagem no inbox. Ficaremos felizes em falar da obra e tentar ajudá-lo.

      Deus te abençoe, fique com o amor e a paz de Deus.

      Excluir